Geral

Barco irlandês tentará furar bloqueio no sábado

Da Redação ·
 Israel advertiu que não permitirá entrada de embarcação
fonte: BBC Brasil
Israel advertiu que não permitirá entrada de embarcação

O barco de bandeira irlandesa Rachel Corrie, que tentará furar o bloqueio de Israel e entregar ajuda humanitária à Faixa de Gaza, está a cerca de 240 quilômetros da costa do território palestino. A embarcação reduziu sua velocidade para evitar chegar à noite à zona de exclusão marítima determinada por Israel, informou à BBC uma porta-voz do movimento Free Gaza, que organiza a viagem.

continua após publicidade

Segundo Greta Berlin, a tripulação quer evitar que o encontro com militares israelenses em alto-mar ocorra à noite, como aconteceu com a frota atacada pelo Exército israelense na segunda-feira.

"O mais provável é que o barco chegue (à zona de exclusão) na manhã de sábado", disse Berlin.

continua após publicidade

Pelo menos nove pessoas foram mortas na ação militar israelense, que teve o navio turco Mavi Marmara como principal alvo.

O Rachel Corrie fazia parte da frota, mas acabou ficando para trás por causa de problemas mecânicos.

A rádio do Exército de Israel chegou a afirmar, na manhã desta sexta-feira, que o barco teria dado meia volta e retornado à Irlanda, mas a informação foi desmentida pelo Free Gaza.

continua após publicidade

"Há informações circulando em alguns órgãos da imprensa de que o Rachel Corrie teria voltado por problemas em dois barcos de apoio. Não há nenhum barco seguindo viagem com o Rachel Corrie e nosso integrante citado nas reportagens nunca disse que o barco tinha voltado", esclareceu Greta Berlin.

Israel, no entanto, já avisou que não vai permitir a chegada do barco e insiste que ele seja desviado para um porto israelense ou para o Egito, onde a carga poderia ser inspecionada antes de seguir para o território palestino por terra.

Israel alega temer que a carga - que inclui cimento, cadeiras de roda, equipamentos médicos, giz de cera e cadernos - também seja usada para fins militares pelo grupo islâmico Hamas, que controla a Faixa de Gaza.

continua após publicidade

No porto da Cidade de Gaza, prepara-se uma festa para os passageiros do barco.

Um dos 11 passageiros do Rachel Corrie é a ganhadora do Prêmio Nobel da Paz (1976) Mairead Corrigan Maguire.