Geral

Oposição ucraniana diz que protestos devem continuar

Da Redação ·
Oposição ucraniana diz que protestos devem continuar Foto: Agências
Oposição ucraniana diz que protestos devem continuar Foto: Agências

SÃO PAULO, SP, 25 de janeiro (Folhapress) - o líder opositor ucraniano Arseniy Yatseniuk, convidado pelo presidente do país para se tornar o primeiro-ministro, disse que a oposição está pronta para liderar o país mas não deve aceitar imediatamente a proposta.

A declaração veio horas depois da oferta de cargos em troca do fim de uma crise política de dois meses. A oferta, que veio num momento de recrudescimento dos protestos, soou ao mesmo tempo como uma concessão e uma tentativa de cooptar os opositores.

Aceitar a oferta poderia fazer com que Yatseniuk fosse visto como vendido pelos manifestantes. Rejeitá-la faria com que ele soasse renitente e sem vontade de procurar uma maneira de acabar com a crise sem que a oposição receba tudo o que quer: a renúncia do presidente Viktor Yanukovich, convocação de eleições e a derrubada das novas e duras leis antiprotesto.

Yanukovich convocou uma sessão especial do parlamento para esta terça, e disse que a derrubada das leis antiprotesto pode entrar na pauta.

A um grupo de manifestantes em frente à Praça da Independência, Yatseniuk disse: "terça-feira é o dia do julgamento; não acreditamos em nenhuma palavra, apenas em ações e resultados".
 

continua após publicidade