Geral

Haddad aponta exagero contra "rolês"

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Haddad aponta exagero contra "rolês"
Haddad aponta exagero contra "rolês"

O prefeito Fernando Haddad (PT) afirmou intem (22) à noite que há "um certo exagero" contra os "rolezinhos", que têm levado jovens aos shoppings de São Paulo. A afirmação foi feita após ele ser questionado sobre o pedido de lojistas para que seja feito um "rolezódromo" na cidade.

"Está havendo um certo exagero. Não é nada que uma boa conversa não resolva. É uma garotada de menos de 18 anos que quer se encontrar, namorar, se divertir na cidade. É mais uma questão de conversa, pactuação, acordo, do que de repressão", afirmou o prefeito.

Haddad também falou que existem outros locais para esse tipo de encontro de jovens e destacou a abertura de parques no período da noite e a instalação de wi-fi em praças de São Paulo. Segundo ele, serão 126 praças com internet sem fio até o mês de junho.

O presidente da Alshop (Associação dos Lojistas de Shopping), Nabil Sahyon, pediu ao governador Geraldo Alckmin (PSDB) a criação de espaços de lazer na periferia da cidade. De acordo com a proposta, os espaços poderão ter shows e podem ser patrocinados por grandes lojas dos shoppings.

"Todos são bem-vindos, mas a entrada de milhares de pessoas ao mesmo tempo compromete a segurança desses estabelecimentos. Pode haver um acidente e o shopping será responsabilizado. Shopping não é lugar de baile funk", disse Sahyon.
 

continua após publicidade