Geral

MEC diz que federalização da UGF e da UniverCidade não tem amparo

Da Redação ·
MEC diz que federalização da UGF e da UniverCidade não tem amparo - imagem - arquivo
MEC diz que federalização da UGF e da UniverCidade não tem amparo - imagem - arquivo

No Rio de Janeiro, alunos da Universidade Gama Filho e do Centro Universitário da Cidade protestaram contra a decisão do Ministério da Educação de descredenciar as instituições.

continua após publicidade

É mais um dia de incerteza e expectativa para os cinco mil alunos da UGF e os quatro mil da UniverCidade, além dos três mil funcionários das duas instituições descredenciadas. Quem chega ao campus encontra os portões trancados com cadeados.

Na terça-feira (14), estudantes fizeram um protesto no Centro do Rio. Os alunos ocuparam uma das pistas da Avenida Presidente Vargas e saíram pelo Centro com cartazes contra a decisão do MEC. Eles gritavam palavras de ordem, pedindo que fosse revogado o descredenciamento.

continua após publicidade

Na terça de tarde, cinco instituições federais se reuniram e apresentaram proposta de federalizar a Gama Filho e a UniverCidade, como forma de acolher os alunos e evitar mais prejuízos.

O Grupo Galileo Educacional deu uma coletiva e disse que tem patrimônio suficiente para saldar a dívida de R$ 900 milhões. O grupo tentou tranquilizar alunos e funcionários dizendo que vai resolver o problema.

O MEC voltou a dizer que fez o que tinha de fazer, que acompanhava a situação desde 2012 e que foi feito um plano para tentar salvar as universidades, mas que elas não conseguiram resolver os problemas.

continua após publicidade
confira também

Agora, anuncia um programa de transferência assistida para que outras instituições particulares recebam os alunos egressos da Gama Filho e da UniverCidade, e espera que as transferências estejam concluídas até o começo de março.

Sobre a ideia de federalização, em nota, o MEC disse que os reitores jamais apresentaram essa proposta ao ministério e que não existe amparo legal para a contratação dos profissionais destas duas instituições sem concurso público, nem para entrada dos alunos em universidades públicas sem passar pelo Sisu.