Geral

PF prende fiscais do trabalho por suspeita de corrupção

Da Redação ·
PF prende fiscais do trabalho por suspeita de corrupção (Arquivo - imagem ilustrativa)
PF prende fiscais do trabalho por suspeita de corrupção (Arquivo - imagem ilustrativa)

RIO DE JANEIRO, RJ, 13 de dezembro (Folhapress) - A Polícia Federal deflagrou, na manhã de hoje, uma operação para prender um grupo formado por auditores-fiscais do Trabalho suspeitos de exigir de contadores e empresários propinas mensais para não realizar fiscalizações em suas empresas.

Em uma das contas bloqueadas, com autorização judicial, foram encontrados R$ 7 milhões que seriam pagamentos realizados aos servidores públicos. Nove mandados de prisão estão sendo cumpridos e 12 locais são alvos de busca e apreensão. A PF não revelou os nomes dos detidos.

De acordo com as investigações, o esquema acontecia nas cidades de Petrópolis, Teresópolis, na região serrana, e Três Rios, no sul do Estado do Rio. Entre os mandados de prisão, a 2ª Vara Federal de Petrópolis expediu quatro contra fiscais do Ministério do Trabalho. Os outros presos são três contadores, a mulher de um deles e um empresário.

Os presos responderão, de acordo com suas participações, pelos crimes de formação de quadrilha e corrupção. Se condenados, as penas somadas chegam a 23 anos de prisão.
 

continua após publicidade