Geral

Ministro do STF nega regime semiaberto para Suzane Richtofen

Da Redação ·
Os irmãos Cristian e Daniel Cravinhos estão em regime semiaberto
Os irmãos Cristian e Daniel Cravinhos estão em regime semiaberto


BRASÍLIA, DF, 30 de novembro (Folhapress) - O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Marco Aurélio Mello negou um pedido de liminar para conceder a Suzane Von Richthofen regime semiaberto no resto de sua pena. Segundo o ministro, a decisão não cabe a ele.

Ela cumpre pena de 39 anos de prisão pelo homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa das vítimas) de seus pais, em São Paulo, em 2002.

Segundo o ministro, o habeas corpus deve ser analisado pela primeira turma do Supremo, que reúne cinco dos 11 ministros do STF. O despacho foi assinado na última quinta-feira. A defesa pedia que o ministro avaliasse a decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça) que negou a progressão do regime de fechado para semiaberto ou que ele concedesse o benefício.

Os advogados argumentam que Suzane foi "submetida a avaliações que resultaram em pareceres favoráveis, apontando os especialistas que possui um perfil para permanecer em um centro de ressocialização", afirma o habeas corpus.

continua após publicidade
confira também



Desde 2009, Suzane tenta a progressão do regime. Desde fevereiro, os irmãos Cristian e Daniel Cravinhos estão em regime semiaberto. Os dois também foram condenados pelo assassinato, em 2006, junto com Suzane.

Cristian foi condenado a 38 anos, um mês e 18 dias de reclusão enquanto Daniel, que namorava Suzane na época do crime, foi condenado a 38 anos, 11 meses e 17 dias de prisão.