Geral

Termina sem acordo reunião na USP; ocupação na reitoria é mantida

Da Redação ·
Terminou sem acordo a reunião realizada hoje entre alunos da USP (Universidade de São Paulo) e representantes da universidade
fonte:
Terminou sem acordo a reunião realizada hoje entre alunos da USP (Universidade de São Paulo) e representantes da universidade

SÃO PAULO, SP, 21 de outubro (Folhapress) - Terminou sem acordo a reunião realizada hoje entre alunos da USP (Universidade de São Paulo) e representantes da universidade. Os estudantes dizem que vão manter a ocupação do prédio da reitoria , que foi invadido no dia 1º de outubro.
 

continua após publicidade
confira também



Segundo os estudantes, a comissão indicada pela reitoria se comprometeu a levar os pedidos dos estudantes para a direção da universidade. Segundo eles, os professores se comprometeram a manter o calendário letivo. "Podemos continuar a greve, não haverá prejuízo acadêmico", afirmou Pedro Serrano, diretor do DCE (Diretório Central dos Estudantes) da USP.

Segundo o estudante, uma nova reunião ficou marcada para quarta-feira, às 16h. O local ainda não foi definido. "Nós gostaríamos que fosse na USP. Se for fora da Cidade Universitária, vai ser uma imposição da universidade", diz Serrano.

Durante a reunião, os estudantes também pediram que seja restabelecido o fornecimento de água e energia no prédio da reitoria.

Os estudantes tentam pressionar o reitor João Grandino Rodas a atender suas reivindicações, como eleições diretas para reitor e o fim do convênio da USP com a Polícia Militar. Na sexta-feira, os estudantes fizeram um protesto e fecharam duas entradas do campus da Cidade Universitária, na zona oeste de SP. Um motorista chegou a avançar com o carro em cima dos manifestantes.

No último dia 15, a Justiça deu um prazo de 60 dias para que seja feita a reintegração de posse do prédio.