Geral

À meia-noite, adiante os relógios em 1 hora

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia À meia-noite, adiante os relógios em 1 hora
fonte:
À meia-noite, adiante os relógios em 1 hora

O horário de verão começa à meia-noite de hoje e terminará à zero hora de 16 de fevereiro. Na madrugada deste domingo, os Estados das Regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste devem adiantar os relógios em uma hora. A redução no consumo deve ser de 5%, em função da menor demanda por energia no horário de pico, entre 19 e 21 horas.

Este é o 38.º ano em que o governo adota o horário de verão. Nas Regiões Sudeste e Centro-Oeste, a economia prevista pelo governo federal é de 2.065 MW, enquanto na Região Sul a diminuição deve ser de 630 MW.
 

continua após publicidade
confira também



Em São Paulo, a SPTrans e o Metrô irão adaptar suas operações para a mudança de horário. Nas estações do Metrô, a hora "perdida" será compensada postergando o fechamento para as 2h da manhã, inclusive na Linha Amarela, operada pela ViaQuatro. A reabertura será às 4h40 do novo horário.

Este esquema de funcionamento também vale para os trens da CPTM e para a EMTU, com a diferença de que os serviços retornam às 4h. A SPTrans divulgou que o sistema municipal de transporte público irá operar normalmente durante a mudança de horário.

Economia

Ao todo, 11 Estados adotaram a mudança de horário proposta pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). A medida terá duração total de 119 dias. A previsão é de que seja feita uma economia de R$ 400 milhões. O valor é mais que o dobro do apurado em 2012, quando o horário de verão diminuiu os gastos em R$ 160 milhões.

Serviços

Os correntistas da Caixa Econômica Federal devem se precaver durante a madrugada de amanhã, pois o sistema ficará indisponível por 1h30, para manutenção. Assim que o relógio for adiantado para as 1h da manhã, o banco irá interromper as salas de autoatendimento, o Internet Banking, os cartões de débito e os serviços nos terminais do Banco 24Horas. Usuários de cartões de crédito não serão afetados.

Clientes de outras bandeiras bancárias não terão que se preocupar com esse tipo de problema durante a passagem para o horário de verão. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.