Geral

Paquistão procura ligações com ataque em NY

Da Redação ·

O Paquistão investigará supostas ligações entre o homem acusado de tentar detonar um carro-bomba na Times Square e grupos militantes que operam no noroeste do país e teriam apoiado o ataque frustrado, informou neste sábado Rehman Malik, ministro do Interior. O suspeito, Faisal Shahzad, disse a investigadores norte-americanos que havia treinado nas áreas tribais do Waziristão, onde o Al-Qaeda e o Taleban atuam.

continua após publicidade

Malik afirmou ainda que Islamabad recebeu um pedido formal de investigação por parte dos Estados Unidos, dizendo: "Shahzad visitou o Waziristão do Sul e dizem que ele se encontrou com Qari Hussain e Hakimullah Mehsud." Mehsud é o líder do Taleban paquistanês, enquanto Hussain é o chefe de fabricação de bombas do grupo extremista e também responsável pelo recrutamento de atacantes suicidas.

continua após publicidade

O ministro disse que autoridades paquistanesas precisariam verificar a informação contida na solicitação dos Estados Unidos. Ele ressaltou que somente investigadores paquistaneses teriam autorização para entrevistar os familiares e outros pessoas próximas a Shahzad. "O governo do Paquistão não permitirá que nenhum investigador de fora interrogue nosso povo", disse Malik.

O Taleban inicialmente reivindicou a autoria do ataque frustrado, mas depois voltou atrás por razões incertas. O Paquistão já prometeu cooperar com a investigação e prendeu ao menos quatro pessoas suspeitas de terem conexão com Shahzad. As informações são da Associated Press.