Geral

Kim Jong-il deixa China após tratar de programa nuclear

Da Redação ·

O líder norte-coreano Kim Jong-il deixou a China hoje após uma visita sigilosa de cinco dias ao país. A visita reafirmou a importância das prolongadas negociações de desarmamento nuclear, mas sem fixar prazos para Pyongyang voltar às conversas multilaterais.

continua após publicidade

O trem blindado de Kim partiu da capital chinesa ontem e cruzou a fronteira para a Coreia do Norte na manhã de hoje. Ele se reuniu com autoridades chinesas e discutiu as negociações para o país abandonar seu programa nuclear. Essas negociações estão estagnadas desde dezembro de 2008.

continua após publicidade

"Kim disse que a República Popular Democrática da Coreia trabalhará com a China para criar condições favoráveis para reiniciar as conversações em seis partes", informou a agência estatal Xinhua, em relato sobre a reunião dele com o presidente chinês, Hu Jintao.

Em Pyongyang, a imprensa estatal informou que Kim fez uma visita "não oficial" ao vizinho. A Coreia do Norte abandonou as conversações com China, Rússia, Coreia do Sul, Japão e Estados Unidos e depois realizou um teste nuclear. Isso acabou levando a um endurecimento nas sanções das Nações Unidas contra o país.