Geral

Cameron propõe aliança com liberais democratas

Da Redação ·

O líder do Partido Conservador do Reino Unido, David Cameron, acaba de fazer uma proposta de coalizão com os liberais democratas, liderados por Nick Clegg. Ele abriu a possibilidade de discutir uma reforma política no país, um dos pontos de discordância entre os partidos. "Precisamos de um governo forte e rápido", afirmou Cameron, em pronunciamento feito nesta manhã. Na oferta de aliança, ele propôs a criação de um comitê para estudar mudanças no sistema político.

continua após publicidade

Ao admitir diferenças entre os dois partidos, Cameron listou os pontos que os conservadores não aceitam discutir. Eles não querem mais poder para a União Europeia (UE) nem regras mais leves para a imigração. Além disso, também avaliam que o país precisa de um sistema de defesa forte. Para os conservadores, é essencial começar a reduzir o déficit fiscal já neste ano. "O mundo está olhando para ações decisivas do Reino Unido."

continua após publicidade

Já os liberais democratas são favoráveis a uma maior integração com a UE, inclusive com a possibilidade de adesão ao euro futuramente. Além disso, propõem anistia para imigrantes ilegais no país há mais de dez anos e questionam os gastos do governo com a manutenção de arsenal nuclear da época da Guerra Fria. O partido de Nick Clegg avalia ainda que, antes de começar a cortar gastos, é melhor manter o suporte para a recuperação da economia.

Apesar das discordâncias relevantes, Cameron buscou semelhanças entre as propostas de governo dos dois partidos e citou a necessidade de reforma do sistema tributário e a defesa das liberdades civis.