Geral

Ministros evitam falar sobre viagem de Dilma

Da Redação ·

Por Fernanda Odilla e Flávia Foreque BRASÍLIA, DF, 2 de setembro (Folhapress) - Ministros do governo Dilma Rousseff se recusaram a falar sobre respostas concretas do governo brasileiro à suspeita de que a própria presidente Dilma Rousseff tenha sido alvo da espionagem dos EUA. Luiz Alberto Figueiredo (Relações Exteriores) e José Eduardo Cardozo (Justiça) ainda foram evasivos quando questionados sobre possibilidade de cancelamento de viagem da presidente Dilma Rousseff a Washington, agendada para o fim de outubro. "Eu não vou conversar sobre a viagem, porque o tema não é a viagem. Hoje o tema é o fato grave que aconteceu", disse hoje Figueiredo em entrevista à imprensa. Cardozo também preferiu ser cauteloso quando questionado sobre reações do governo à notícia. "O tipo de reação dependerá do tipo de resposta que for dada. Por isso nós queremos uma resposta formal, por escrito", afirmou. Reportagem exibida ontem pelo "Fantástico" afirma que a presidente Dilma Rousseff foi alvo direto da espionagem realizada pela NSA (Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos).  

continua após publicidade