Geral

Premiê britânico dá apoio a Obama; Londres tem protesto antiguerra

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 31 de agosto (Folhapress) - O premiê britânico, David Cameron, afirmou hoje que apoia a decisão do presidente americano, Barack Obama, de buscar aprovação do Congresso americano antes de determinar o início da operação militar que planeja realizar na Síria. O britânico sofreu anteontem uma humilhante derrota no Parlamento, ao ter tido um pedido semelhante derrotado em uma votação. "Eu entendo e apoio a posição de Barack Obama sobre a Síria", disse Cameron em sua conta oficial no Twitter. Também hoje, cerca de mil pessoas marcharam em Londres contra uma intervenção militar na Síria. Com bandeiras da Síria e palavras de ordem contra os EUA, a manifestação começou diante do Parlamento e passou por Downing Street, a residência oficial de Cameron, antes de chegar à praça Trafalgar, no centro. O ex-deputado trabalhista Tony Benn, que participou do ato, atacou o governo do Partido Conservador pela tentativa de apoiar a ação militar. "Hoje é uma vitória da opinião pública britânica em cima de quem defende a guerra. A votação no Parlamento foi resultado de todas as manifestações contra a guerra e em favor da paz", disse Benn. "As armas químicas são terríveis. Mas é só pensar nas milhares de pessoas que foram mortas por tropas britânicas e americanas no Afeganistão e no Iraque para perceber que não é outra guerra que vai resolver o problema", afirmou.  

continua após publicidade