Geral

Morador de rua morto ofusca Nicolas Cage

Da Redação ·

Por Rodrigo Salem, Enviado especial VENEZA, ITÁLIA, 30 de agosto (Folhapress) - Nicolas Cage adora contar "causos estranhos" para promover seus filmes. Mas a história mais inusitada de seu novo longa, "Joe", que está na competição do Festival de Veneza, veio do diretor David Gordon Green. Questionado sobre o bom elenco do drama baseado no livro do escritor Larry Brown, o cineasta explicou que Gary Poulter, dono do papel de um pai bêbado e abusivo em "Joe" não pôde comparecer porque morreu no início do ano. "É uma grande perda, aposto que teria uma carreira brilhante e consigo vê-lo fazendo um general em um grande épico histórico." Mas não é só isso. Poulter nunca foi ator. Teria sido engenheiro, mas algumas decisões de vida o levaram a viver nas ruas, como um sem-teto. "Ele estava vivendo e fazendo performance nas ruas de Astin, no Texas, quando nossa equipe de elenco o encontrou. Ele contava histórias sombrias sobre suas péssimas escolhas de vida que o levaram àquela situação", revela o cineasta. "Nunca havia atuado, mas o chamamos para participar do filme porque havia algo nele que precisava ser expressado." Gary Poulter, que, de acordo com o obituário online de Austin, morreu em fevereiro passado, interpreta um bêbado que cata lixo nas ruas e só volta para casa quando precisa de dinheiro -espancando o filho (Ty Sheridan), que começa a trabalhar com Joe (Nicolas Cage), um homem perturbado que é contratado para envenenar árvores no intuito de abrir espaço para plantas mais fortes. A interpretação de Poulter espelha uma crueldade que ofusca até mesmo a atuação dos colegas mais famosos, inclusive Cage -em um de seus melhores papéis dos últimos anos. "Gary tinha senso de humor e carisma. Seus testes para os papeis menores foram lindos, então o chamei para ser um dos protagonistas e ele simplesmente me deixou de queixo caído pela naturalidade", diz Gordon Green. "Ele achou um fiapo de humanidade em um personagem brutal e morreu depois da produção ter terminado." As causas da morte de Poulter não foram reveladas pela produção.  

continua após publicidade