Geral

Câmeras de segurança mostram imagens de suspeito

Da Redação ·
 Suspeito (terceiro da esq. para a dir.) troca de camisa
fonte: AP Photo/NYPD
Suspeito (terceiro da esq. para a dir.) troca de camisa

As câmeras de um circuito interno de TV de segurança filmaram um "homem branco de meia-idade", segundo a polícia de Nova York, que está sendo tratado como possível suspeito do ataque frustrado com um carro-bomba na Times Square, em Nova York (EUA).

continua após publicidade

Segundo o chefe da polícia de Nova York, Ray Kelly, o homem foi visto tirando a camisa perto do local e a colocando dentro de uma bolsa. Nas imagens divulgadas, o homem aparece trocando de blusa.

A polícia também divulgou ontem a imagem do relógio deixado no carro-bomba encontrado na Times Square na noite de sábado.

continua após publicidade

O relógio faz parte do dispositivo explosivo formado por três botijões de propano, dois tambores de gasolina, fios elétricos, fogos de artifício e dois despertadores. A bomba foi classificada como "improvisada" pelo chefe do departamento de polícia de Nova York, Raymond Kelly.

O explosivo foi desativado pelo esquadrão antibomba do Departamento de Polícia de Nova York ainda na noite de sábado. O carro-bomba chamou a atenção de um vendedor de camisetas que chamou a polícia.O veículo Nissan Pathfinder verde escuro tinha fumaça saindo de orifícios perto do banco de trás e cheirava a pólvora.

Mais cedo, o grupo militante Taleban do Paquistão assumiu a autoria do atentado frustrado por meio de um vídeo, publicado em um site islâmico. O grupo afirma que o ataque nos EUA é uma retaliação à morte do líder taleban Baitullah Mehsud e de dois líderes da Al Qaeda, Abu Ayub al Masri e Abu Omar al Bagdadi, mortos no último dia 19 de abril.

continua após publicidade

O vídeo ainda não tiveram sua autenticidade comprovada e foram descobertas pelo SITE Intelligence Group, grupo norte-americano que monitora sites de militantes.

Segundo o chefe da polícia Raymond Kelly, ainda não há evidência alguma que possa sustentar a reivindicação dos Talebans do Paquistão.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse ontem em visita à Louisiana que o país fará justiça com quem 'está por trás' da tentativa de atentado que fracassou no sábado (1º) em Nova York, e garantiu que o governo e os serviços de inteligência já estão trabalhando para encontrar os responsáveis.