Geral

Espiã seduz e vai para a cama com opositores russos

Da Redação ·
 E precisa drogar o sujeito para conseguir levá-lo para a cama?
fonte: Reprodução/Telegraph
E precisa drogar o sujeito para conseguir levá-lo para a cama?

Espiãs lindas e sedutoras não são apenas personagens da ficção. Na Rússia, foi descoberto o trabalho de Ekaterina Gerasimova, mais conhecida como Katya.
A mulher é acusada de ter drogado vários opositores do primeiro-ministro Vladimir Putin e ter dormido com eles para, depois, publicar o vídeo dos encontros na internet.

continua após publicidade

Esse tipo de técnica já foi bastante utilizada pela KGB, o serviço de espionagem da ex-União Soviética, durante a Guerra Fria, para chantagear diplomatas ocidentais.

Agora, o objetivo não é mais provocar os Estados Unidos, mas chantagear todos os que fazem oposição ao atual governo.

continua após publicidade

Katya pode ter drogado e transado com, ao menos, seis opositores. A última vítima foi o jornalista Viktor Shenderovich. O encontro foi postado na internet com músicas e legendas que ridicularizam o sujeito.

A agente sempre se apresenta como modelo. Especialistas dizem que os vídeos são feito por profissionais, por causa das várias câmeras usadas nas filmagens e da forma de edição.