Geral

Homem perde bilhete premiado de R$ 266 mil

Da Redação ·
Ele jogou um apartamento e um carro fora. A mulher saiu da vida dele por espontânea vontade
fonte: Foto por Reprodução
Ele jogou um apartamento e um carro fora. A mulher saiu da vida dele por espontânea vontade

Desde 2004 o carteiro inglês Cemal Celikkanat, de 38 anos, investe alguns trocados numa espécie de raspadinha local. Na última sexta (22), o homem tirou a sorte grande. Como não conhecia o regulamento – que envolve uma combinação de números -, se livrou do bilhete premiado. Rasgou e atirou no lixo. O prêmio era de 100 mil libras (R$ 266 mil)

continua após publicidade

Um dia depois, ao conferir outra vez a aposta, anotada num caderno, descobriu tardiamente que era o vencedor. Foi até a loja onde comprara os papéis. Só que já tinham levado o lixo. O homem se desesperou, coitado.

continua após publicidade

Sem o prêmio, Celikkanat, morador de Dronfield, região central da Inglaterra, desabafou com a mulher. Não deveria ter feito isso. A moça – não foi divulgado o nome – ficou brava, desesperada e o xingou, mandando o sujeito para, digamos, dentro do vulcão da Islândia. Expulsou o azarado de casa.

continua após publicidade

Sem bilhete premiado, sem casamento e sem solução para seu caso, decidiu procurar a empresa que promove a raspadinha. O pobre Celikkanat mostrou o caderno com as anotações dos números que tinha apostado. Sem chance. A companhia explicou que só dá a grana se o cliente provar que venceu com o papel comprado na loja.

- Eu me sinto tão terrível. Penso nisso todos os dias, lamenta.

continua após publicidade

Celikkanat é, ainda por cima, sacaneado no trabalho.

- Nos Correios me dizem que eu não gosto de dinheiro, que odeio ser rico. Vou mudar de emprego. Tem muita gente enchendo o meu saco!, reclama o homem, que promete se mudar para Las Vegas e jogar tudo o que tem na conta para se recuperar do rombo da raspadinha premiada.