Geral

Mulher vai em cana por mentir no currículo

Da Redação ·
A inglesa forjou referência profissional.
fonte: Reprodução/The Sun
A inglesa forjou referência profissional.

Uma mulher que mentiu em seu currículo foi condenada a seis meses de prisão na Inglaterra.

continua após publicidade

Rhiannon Mackay, 29 anos, ganhou mais de R$ 62 mil em salrários como administradora do Serviço Nacional de Saúde antes de descobrirem a fraude.

continua após publicidade

A inglesa dizia em seu currículo ter dois diplomas e forjou uma referência profissional.

continua após publicidade

Mesmo após ser contratada por um hospital em Plymouth, como administradora, Rhiannon continuou mandando currículos falsos.

Rhiannon afirma que só mentiu nos currículos porque sofria de depressão e estresse pós-traumático, após ser demitida da Marinha, onde trabalhava como operadora de sonares.

continua após publicidade

Além disso, ela alega que não sabia que mentir em currículos era "um crime tão grave" e que poderia até mesmo dar cadeia no Reino Unido.

Rhiannon já havia sido condenada a um ano de prisão, por informar, de maneira falsa, que havia bombas em três navios da Marinha britânica.