Geral

Alguns jornalistas deveriam tomar "antirrábica", sugere Cristina Kirchner

Da Redação ·

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, cujo governo mantém um duro confronto com empresas de meios de comunicação, disse nesta terça-feira ao visitar um instituto de produção de vacinas que alguns jornalistas deveriam tomar a "antirrábica".

continua após publicidade

A mandatária, que conseguiu aprovar no ano passado uma nova lei de meios de comunicação contestada judicialmente pelo setor, tem questionado publicamente jornalistas críticos do governo.

"Parece que há alguns colegas seus que têm que tomar a antirrábica", disse a chefe de Estado a jornalistas após participar de um evento no Instituto Biológico Tomás Perón, em La Plata.

continua após publicidade

Cristina Kirchner costuma dirigir suas críticas especialmente contra o jornal Clarín, o de maior tiragem do país, embora seu governo mantenha uma áspera relação com grande parte da imprensa local, a qual acusa de ter uma atitude opositora.