Geral

MST inicia desocupação de fazenda no interior de SP

Da Redação ·

Ao menos 100 famílias do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) que ocupam a área da fazenda Monte d'Este, pertencente ao grupo Tozan, na região de Campinas (SP), começaram a desmontar o acampamento instalado no dia 13 no km 121 da Rodovia Adhemar de Barros (sentido Mogi Mirim-Campinas). A Justiça determinou a desocupação total até amanhã.

continua após publicidade

A Polícia Militar faz o monitoramento do local desde a ocupação do terreno. Não houve nenhum confronto desde o dia da ocupação. "Nossa ideia é tornar a saída pacífica, mas não temos para onde ir. Então, talvez acampemos em algum espaço público da cidade, perto da Prefeitura de Campinas, em alguma praça, porque não temos lugar para ficar", afirmou um dos coordenadores do acampamento José de Arimateia. "A liminar tem de ser cumprida, mas precisamos de um lugar para ficar."

continua após publicidade

Segundo ele, representantes do MST tentam negociar com o Incra uma área para abrigar as famílias, mas até o fim desta tarde não obtiveram retorno.

continua após publicidade

O acampamento é formado por integrantes do MST de Campinas, Limeira, Hortolândia, Sumaré e Americana, municípios do interior de São Paulo. A fazenda histórica na região é ponto de turismo rural.

A manifestação dos sem-terra fez parte da Jornada Nacional de Luta pela Reforma Agrária, o "Abril Vermelho". Funcionários da fazenda informaram que os proprietários não vão comentar a invasão.