Geral

Presidente de Portugal se recusa a antecipar eleições

Da Redação ·
O presidente de Portugal, Aníbal Cavaco Silva, disse acreditar no complicado governo de coalizão do pais e rejeita os pedidos dos partidos de oposição para antecipar as eleições. O governo chegou perto de um colapso na semana passada quando dois dos parceiros da coalizão discordaram do tamanho das medidas de austeridade. Os ministros de Finanças e Relações Exteriores renunciaram. A disputa alimentou dúvidas sobre a possibilidade de Portugal cumprir com a demanda do corte de gastos prevista no resgate de US$ 100 bilhões de euros recebida dois anos atrás. Outros países da moeda comum temem que as dificuldades de Portugal possam atingir os esforços do bloco para escapar da prolongada crise financeira. Cavaco Silva disse nesta quarta-feira que uma eleição neste momento seria "extremamente negativa" para a credibilidade de Portugal que tenta recuperar a confiança dos investidores e pediu que todos os partidos trabalhem para chegar a um acordo político amplo. Fonte: Associated Press.
continua após publicidade