Geral

Grupo protesta pela morte de MC Daleste na zona leste

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 9 de julho (Folhapress) - Cerca de 300 pessoas, segundo a Polícia Militar, protestam na noite de hoje na zona leste de São Paulo pela morte do funkeiro MC Daleste. O cantor morreu no sábado após ter sido ser baleado no palco durante uma apresentação em Campinas (a 93 km de SP). Os manifestantes se reuniram no fim da tarde de hoje no bairro da Penha, região em que o MC começou sua carreira. Por volta das 21h, o grupo interditava a pista local da avenida Governador Carvalho Pinto, na altura do viaduto Milton Tavares de Souza, no sentido bairro. Antes, os manifestantes fecharam a pista local marginal Tietê, na altura da ponte Aricanduva. Segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), apesar do protesto, não há pontos de lentidão no trecho. A polícia continua investigando a morte do funkeiro. Entre as hipóteses estão a de crime passional - MC Daleste era bastante adorado por mulheres da periferia - e a de crime por desavença. Ele foi baleado por volta das 22h40 de sábado, cerca de dez minutos após subir ao palco, em uma festa junina do conjunto habitacional CDHU, no bairro Vila San Martin, na zona norte de Campinas. O enterro aconteceu na manhã de ontem no cemitério da Vila Formosa, zona leste paulistana.  

continua após publicidade