Geral

Deputado russo diz que Snowden aceitou oferta de asilo da Venezuela

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 9 de julho (Folhapress) - O chefe do Comitê de Relações Exteriores do Parlamento russo, Alexei Pushkov, disse hoje que o técnico de informática Edward Snowden aceitou a oferta de asilo feita pelo presidente da Venezuela, Nicolás Maduro.

Snowden é o responsável pela revelação do esquema de monitoramento de dados de internet e telefones feito pelos Estados Unidos em todo o mundo. Ele está desde 23 de junho na área de trânsito do aeroporto de Sheremetyevo, em Moscou.

A informação foi revelada pelo deputado russo em mensagem no microblog Twitter. O asilo ainda não foi confirmado pelo governo russo ou pela Venezuela. O site WikiLeaks, que apoia Snowden, também não se manifestou.

No sábado, o parlamentar russo defendeu a escolha pela Venezuela devido à "relação tensa com os Estados Unidos". "Pior não seria [para os americanos]. Ele não vai ficar morando em Sheremetyevo", disse o deputado, que chamou o informante de "defensor dos direitos humanos".

O delator pediu asilo diplomático a 27 países, dentre eles o Brasil, mas só teve respostas positivas de Bolívia, Nicarágua e Venezuela. Sua extradição é pedida por Washington, que o acusa de roubo, transferência de propriedade do governo e espionagem, o que pode lhe render até 30 anos de prisão.

Os três países aprovaram o asilo após o avião do presidente boliviano, Evo Morales, ser barrado em Portugal, Espanha, Itália e França pela suspeita de que Snowden estivesse a bordo.
 

continua após publicidade