Geral

Ministro anuncia demissão de diretor do Bolshoi

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 9 de julho (Folhapress) - O diretor do balé Bolshoi, Anatoli Iksanov, foi demitido, anunciou hoje o ministro da Cultura da Rússia, Vladimir Medinski, depois de vários meses de escândalos no teatro mais prestigioso do país.

O Bolshoi será comandado a partir de agora por Vladimir Urin, que era diretor do teatro moscovita Stanislavski e Nemirovich-Danchenko.

Iksanov, que dirigia o Bolshoi desde 2000, tinha contrato até outubro de 2014.

O ministro destacou que a decisão foi tomada pela "complicada situação" no teatro desde que o diretor artístico Serguei Filin foi atacado com ácido em janeiro. Agredido em 17 de janeiro por um homem que jogou ácido em seu rosto na porta do edifício em que mora em Moscou, Filin sofreu queimaduras graves no rosto e nos olhos.

Filin recebeu enxerto de pele e passou por várias cirurgias nos olhos. Atualmente passa por tratamento na Alemanha, mas ainda não conseguiu recuperar a vista.

A agressão provocou um escândalo sem precedentes que revelou os conflitos internos na instituição de renome internacional.

Em junho, o Bolshoi anunciou a saída do bailarino Nikolai Tsiskaridze, uma de suas estrelas, em conflito aberto com Ikasanov e rival de Filin.
 

continua após publicidade