Geral

No Facebook, FHC nega saber de espionagem

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 8 de julho (Folhapress) - O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso se manifestou hoje sobre as denúncias de espionagem do governo americano sobre cidadãos no Brasil e organismos do governo brasileiro.

Em sua página no Facebook, FHC negou ter conhecimento de vigilâncias externas durante seus dois governos (1995-2002).

"Nunca soube de espionagem da CIA", disse FHC. Ele acrescentou que "só poderia saber se fosse feita com o conhecimento do governo, o que não foi o caso".

Já Rubens Barbosa, embaixador brasileiro em Washington de 1999 a 2004, acredita ter sofrido espionagem dos EUA na véspera de uma visita do presidente FHC ao país em 2001.

Segundo ele, os telefones da embaixada tiveram perda de qualidade e ficaram mudos por dois ou três dias.

Técnicos não encontraram escutas no edifício, mas disseram ter visto ligação dos cabos telefônicos com o Departamento de Defesa norte-americano e que casos como esse eram comuns em vésperas de visitas presidenciais a embaixadas.

Barbosa comunicou o Brasil sobre o caso, assim como o Departamento de Estado americano, sem obter esclarecimentos.

Em entrevista em junho, Celso Amorim também expressou a desconfiança de que teria tido seu telefone grampeado pelos Estados Unidos quando era embaixador na ONU.
 

continua após publicidade