Geral

PMs acusados de matar engenheira vão a júri popular

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 8 de julho (Folhapress) - Os quatro policiais militares acusados de matar a engenheira Patrícia Amieiro há cinco anos irão a júri popular. A decisão do juiz titular do 1º Tribunal do Júri da Capital, Fabio Uchôa Pinto de Miranda Montenegro, foi divulgada hoje. A data do julgamento dos réus Marcos Paulo Nogueira Maranhão, Willian Luis do Nascimento, Fabio da Silveira Santana e Marcio Oliveira dos Santos, ainda não foi marcada. De acordo com nota divulgada pelo Tribunal de Justiça do Rio, Marcos Paulo e William serão julgados por tentativa de homicídio qualificado e fraude processual, enquanto os dois últimos apenas por fraude processual. A Justiça decidiu também manter a liberdade provisória dos policiais. Ainda cabe recurso da decisão. Embora os réus neguem a acusação, a Justiça entendeu que há indícios suficientes para que os acusados sejam submetidos ao Tribunal do Júri. O caso Patrícia Amieiro saiu de uma festa na Urca e seguiu em direção a sua casa na Barra da Tijuca em 14 de maio de 2008. Ela tinha 24 anos na data do desaparecimento. Seu carro foi localizado dentro de um canal, no mesmo bairro, com a lataria marcada por tiros. O corpo da vítima nunca foi encontrado.  

continua após publicidade