Geral

Descarrilamento de trem de passageiros deixa ao menos 70 feridos no sul da Rússia

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 7 de julho (Folhapress) - Cerca de 70 pessoas ficaram feridas, seis delas em estado grave, com o descarrilamento dos cinco primeiros vagões de um trem de passageiros na região de Kuban, no sul da Rússia, informou o Ministério para Situações de Emergência do país.

O descarrilamento do trem, que contava com 19 vagões, aconteceu às 17h08 (10h08, no horário de Brasília), segundo as agências de notícias locais.

A locomotiva e o primeiro vagão saíram da via, arrastando outros quatro vagões, de acordo com um porta-voz da companhia de ferrovias do Cáucaso Norte. A polícia local informou que a locomotiva e os cinco vagões tombaram, enquanto outros seis vagões também descarrilaram.

O trem cobria a rota entre a cidade siberiana de Novosibirsk e o balneário de Adler, no Mar Negro, um dos destinos mais populares entre os turistas russos. O Ministério do Interior descartou um atentado terrorista como causa do acidente, que vinculou a um problema técnico.

"A polícia isolou a área do acidente, está assistindo os feridos e evitando saques", declarou uma fonte das forças de segurança à agência Interfax.

Em maio passado, pelo menos 27 pessoas ficaram feridas no descarrilamento de um trem com cisternas carregadas de combustível na região de Rostov, também no sul da Rússia.

O último atentado terrorista de gravidade no transporte ferroviário local ocorreu em 2009, quando uma bomba caseira provocou o descarrilamento do trem-bala Nevsky Express entre Moscou e São Petersburgo, matando 27 pessoas.
 

continua após publicidade