Geral

Transporte-SP - (Atualizada)

Da Redação ·

Homem morre atropelado após se pendurar em degrau de trem da CPTM




Por Felipe Souza

SÃO PAULO, SP, 5 de julho (Folhapress) - Um homem morreu após ser atropelado por um trem da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) no fim da tarde de hoje na estação Luz, no centro de São Paulo.

De acordo com a CPTM, uma testemunha afirmou que estava na plataforma 1, quando viu um homem subir no degrau de uma das portas de um trem que chegava à estação, antes que a composição parasse. Ele se desequilibrou, caiu no vão entre o trem e a plataforma e foi atropelado. A vítima chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Durante o resgate, os trens da Linha 7-Rubi usaram a plataforma 2, que geralmente funciona apenas desembarque no horário de pico, também para os embarques. Os usuários foram avisados sobre a mudança pelo sistema de som dos trens e estações e por meio de redes sociais. Segundo a Polícia Militar, o caso ocorreu por volta das 17h, mas a remoção do corpo e trabalho da Polícia Científica fez com que a linha iniciasse o processo de normalização às 18h20.

Em nota, a CPTM disse que lamenta o ocorrido e que a "equipe de segurança está apurando os fatos internamente e colaborando com a investigação policia". A companhia ressaltou que os usuários devem respeitar os limites da faixa amarela nas plataformas para garantir sua segurança pessoal.

No mesmo horário, a linha 9-esmeralda registrava problemas. Passageiros reclamavam por meio de redes sociais que as composições estavam com atrasos e superlotadas. A companhia informou que os atrasos foram causados por uma falha no fechamento das portas de uma composição próxima à estação Morumbi.

Devido ao problema, os passageiros foram precisaram desembarcar e esperar o próximo trem. A composição com problemas precisou ser levada ao pátio mais próximo em velocidade reduzida, o que prejudicou ainda mais a espera na linha, reforçada pelo horário de pico. O problema ocorreu por volta das 17h e só passou a ser normalizado por volta das 19h.

Outro caso

Em maio, uma mulher morreu após ser atropelada por um trem nos trilhos da estação Brás, na linha 3-vermelha do metrô de São Paulo. Durante a retirada do corpo, a circulação dos trens precisou ser feita por apenas uma via.

Campanha

O Metrô de São Paulo começou na última terça-feira a campanha "A faixa amarela é o limite da sua segurança. Não se arrisque" para que os usuários não ultrapassem a margem de segurança nas estações ao aguardar o trem.

O Metrô afirmou que o enfoque da campanha são os novos passageiros, que passaram a usar a rede nos últimos anos. Entre 2010 e 2012, houve um crescimento de 25%, com a entrada de cerca de 1 milhão pessoas. Os usuários são orientados por peças teatrais, cartazes, folhetos e displays com a imagem da "D. Amarela".
 

continua após publicidade