Geral

Venezuela e Nicarágua oferecem asilo a Snowden

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 5 de julho (Folhapress) - O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, disse hoje que decidiu oferecer asilo humanitário ao ex-contratado da NSA (Agência Nacional de Segurança) dos Estados Unidos Edward Snowden.

"Como chefe de Estado e de governo da República Bolivariana da Venezuela, decidi oferecer asilo humanitário ao jovem norte-americano Edward Snowden para que, na pátria de Bolívar e de Chávez, possa vir a viver livre da perseguição imperial norte-americana", afirmou Maduro em um ato militar.

Mais cedo, o presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, havia dito também que seu país recebeu um pedido de asilo do ex-contratado de segurança dos Estados Unidos Edward Snowden e destacou que poderia aceitar a solicitação, "se as circunstâncias permitirem", segundo o mandatário.

Acredita-se que Snowden se encontre, atualmente, na área de embarque do aeroporto Sheremetyevo, em Moscou. Ele foi para lá de Hong Kong, de onde vazou para a imprensa informações secretas referentes às formas de espionagem utilizadas pela NSA, em particular o uso do software Prism, que analisa informações postadas em redes sociais como Facebook e Twitter, e no Google.
 

continua após publicidade