Geral

Após pedido de recolha, Cup Noodles não encontra lote em comércios

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 5 de julho (Folhapress) - Após pedido do Procon-RJ de recolha preventiva de um lote de Cup Noodles do mercado, a Nissin-Ajinomoto informou que fez vistoria em pontos de venda no Rio de Janeiro, mas não encontrou nenhuma unidade com o lote em questão. Na terça-feira, clientes compareceram à Seprocon (Secretaria Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor) com um pote do macarrão instantâneo com larvas de insetos. O produto era do lote D0892, com validade de 27/09/13, sabor galinha caipira. Segundo o Procon-RJ, o copo com larvas foi entregue à Delegacia do Consumidor para perícia. A Nissin informou que está "realizando análise" da denúncia e aguarda receber a amostra e um parecer do órgão de defesa do consumidor. Segundo relatos da denunciante, Simone Alencar, à Seprocon, "o produto estava absolutamente lacrado, não tinha perfurações no copo ou no plástico. Ela diz que comeu o produto primeiro, mas não viu nada. "A minha amiga, que deu a segunda garfada, foi quem percebeu. Quando puxamos o grafo veio muita larva". A Nissin-Ajinomoto diz que suas fábricas seguem "rigorosamente a legislação da Vigilância Sanitária", e foram "projetadas para bloquear o acesso de pragas". "Possuímos diversas barreiras físicas, tais como bueiros ao redor das fábricas, com telas de proteção; telas de proteção em todas as janelas; cortinas de ar para evitar o acesso de insetos quando ocorre abertura das portas; armadilhas luminosas dispostas estrategicamente em todos os acessos das fábricas para capturas de insetos alados", diz, em nota.  

continua após publicidade