Geral

Congregação aprova 2º milagre de João Paulo 2º

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 2 de julho (Folhapress) - A Congregação para a Causa dos Santos aprovou hoje o segundo milagre atribuído ao papa João Paulo 2º, morto em 2005. Com isso, é aberto o caminho para a canonização, processo que o proclamará como santo. O pontífice, que comandou a igreja de 1979 até a sua morte, é apontado como o responsável pela cura de uma mulher italiana que sofria de câncer. Ela se curou em 1º de maio de 2011, mesma data da beatificação de João Paulo 2º, de maneira inexplicável para a ciência. O milagre foi aprovado por bispos e cardeais que compõem a comissão, uma das instâncias de avaliação para determinar a santidade de alguma pessoa perante à Igreja Católica. O primeiro aval foi dado em 18 de junho, após a avaliação de laudo médico. Agora só falta o papa Francisco promulgar o decreto pelo qual se reconhece este milagre, que abre caminho para a canonização de João Paulo II, o que poderia ocorrer em dezembro. A data da cerimônia será fixada pelo pontífice em um conselho de cardeais. João Paulo 2º foi beatificado há dois anos, após ser provado que a freira francesa Marie Simon Pierre se curou de mal de Parkinson após o papa interceder. O caminho rumo à santidade tem várias etapas: a primeira é ser proclamado venerável servo de Deus, a segunda beato e a terceira santo. Venerável Servo de Deus é o título que se dá para uma pessoa morta que reconhecidamente viveu suas virtudes de maneira heroica. Para que um venerável seja beatificado é necessário que tenha se produzido um milagre por sua intercessão. Enquanto que para ser canonizado é necessário um segundo milagre. Esse segundo milagre deve ocorrer após a beatificação.  

continua após publicidade