Geral

Croácia se torna oficialmente o 28º membro da UE

Da Redação ·
A Croácia se tornou oficialmente nesta segunda-feira o 28º membro da União Europeia (UE), concluindo uma campanha de quase dez anos para sua adesão ao bloco. Essa é a primeira expansão do grupo desde o começo de 2007, quando Bulgária e Romênia entraram para o clube. Os fundamentos econômicos do país não são animadores. A taxa de desemprego está perto de 18%, a economia está contraindo desde a crise financeira de 2009 e só deve voltar a crescer no ano que vem e o déficit orçamentário está acima de 4,5% do PIB. O único indicador relativamente positivo é a dívida pública, próxima de 60% do PIB. Ao mesmo tempo, um dos maiores benefícios da adesão à UE, o livre trânsito da força de trabalho, só passará a valer daqui a sete anos. Com sua própria moeda, o kuna, a Croácia poderia promover uma desvalorização para aumentar a competitividade da sua economia, mas em meio à luta para manter a inflação sob controle, o banco central parece determinado a manter a moeda atrelada ao euro. Em um discurso em Zagreb à meia-noite local desta segunda-feira, o presidente do Conselho Europeu, Herman van Rompuy, gritou para a multidão: "bem-vindos à nossa união!". "O que quer que estejam dizendo sobre nós, vocês deveriam saber que nós somos um país de pessoas racionais, que são realistas sobre si mesmas e sobre seu país, além do papel do nosso país na Europa e no mundo", afirmou o primeiro-ministro croata, Zoran Milanovic. O país de 4,4 milhões de habitantes tem rating em grau especulativo (junk) das principais agências e é conhecido pela corrupção endêmica no sistema político. Em novembro do ano passado o ex-primeiro-ministro Ivo Sanader foi condenado a dez anos de prisão por ter aceitado propina de empresas estrangeiras. Fonte: Dow Jones Newswires.
continua após publicidade