Geral

Série de ataques e operações policiais deixam pelo menos 36 mortos

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 1 de julho (Folhapress) - Pelo menos 36 pessoas morreram hoje e outras 39 ficaram feridas em uma série de atentados e operações realizadas pela polícia contra grupos armados no Iraque. Durante a operação realizada na região de Al Jazeera, dez dos homens procurados, incluindo dois sauditas, morreram. Dois policiais iraquianos também morreram e outros quatro ficaram feridos. Em uma ação parecida na província de Diyala, as forças iraquianas enfrentaram grupos armados, o que resultou na morte de dois líderes da região e na detenção de 21 pessoas acusadas de terrorismo e procuradas pela polícia. Um atentado suicida em um centro religioso xiita da cidade Muqdadiyah deixou 23 mortos. O ataque ocorreu durante o funeral de um xiita, segundo um coronel da polícia local. Em outra ação terrorista, a explosão de uma bomba em um café frequentado majoritariamente por xiitas na cidade de Baquba matou dez pessoas, indicaram as mesmas fontes. Mais cedo, em Mishahada, oito ex-membros da milícia sunita Sahwa, que combate a Al-Qaeda, foram sequestrados e mortos por homens armados que usavam uniformes militares. O Iraque possui altas taxas de violência em consequência de vários atentados, especialmente contra as forças do governo e os xiitas. Pelo menos 761 iraquianos morreram e outros 1.771 ficaram feridos em ações violentas no país ao longo do mês de junho. No entanto, esses números foram 25% menores se comparados com maio, segundo dados divulgados hoje pela ONU.  

continua após publicidade