Geral

Líder sul-africano segue em estado grave, mas estável

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 1 de julho (Folhapress) - O ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela continua internado em estado grave, mas estável, em um hospital de Pretória, segundo a Presidência sul-africana informou hoje. O líder negro está desde 8 de junho no hospital, por complicações causadas por uma infecção pulmonar. No comunicado, o presidente Jacob Zuma pediu o apoio dos sul-africanos e o reforço das preparações para o Mandela Day, dia do aniversário do líder negro, no próximo dia 18. "Nós precisamos estar aptos para fazer algo bom para a humanidade neste dia em homenagem ao nosso ex-presidente". Mandela tem um histórico de problemas pulmonares que datam de seu tempo na prisão em Robben Island, perto da Cidade do Cabo, onde teve tuberculose. Em dezembro, passou quase três semanas no hospital com uma infecção pulmonar, após uma cirurgia para remover cálculos biliares. Esta é a quarta vez desde dezembro que o Nobel da Paz é hospitalizado desde o fim do ano passado. Segundo um jornal sul-africano, a capela em Pretória onde seu corpo será velado já está pronta para recebê-lo. O ex-presidente estaria sido mantido vivo com a ajuda de aparelhos, segundo relatos de imprensa. O estado de saúde de Mandela ofuscou a visita do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, à África do Sul. No período em que esteve no país, o americano se reuniu com a família do presidente e com Zuma, mas preferiu não visitar o líder negro no hospital. Na quinta-feira, Obama ressaltou o legado de Mandela, ao chegar ao Senegal. "Ele é um dos meus heróis pessoais e acredito que seja um dos heróis para o mundo. Creio que todos saibam que seu legado durará séculos".  

continua após publicidade