Geral

Nova manifestação reúne 500 em Curitiba, afirma a PM

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 29 de junho (Folhapress) - Cerca de 70 entidades, entre sindicatos, partidos políticos e movimentos sociais, promoveram hoje um ato unificado em Curitiba.

Entre as reivindicações dos manifestantes estavam a redução das tarifas do transporte público e dos pedágios em estradas do Estado, reforma política e democratização da comunicação.

Diferentemente de protestos anteriores pelo país, quando militantes de sindicatos e partidos foram hostilizados por outros manifestantes, o ato em Curitiba contou com presença de entidades como CUT (Central Única dos Trabalhadores), MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra), Sismuc (Sindicato dos Servidores Públicos de Curitiba) e partidos como o PSTU.

Os organizadores estimaram entre 2.000 e 3.000 o número de participantes; a PM calculou 500 manifestantes. As pessoas se concentraram na região da Boca Maldita, no centro da cidade, por volta das 10h, e saíram em passeata até a praça Santos Andrade, onde houve discursos em carro de som.

Segundo a PM, o ato transcorreu sem nenhuma ocorrência grave.

Foi o terceiro protesto realizado na capital paranaense nesta semana, após a prefeitura anunciar redução de R$ 0,15 nas passagens de ônibus de Curitiba e outros 13 municípios da região metropolitana, que passa a valer na próxima segunda-feira.
 

continua após publicidade