Geral

Adolescente é estuprada e morta por funcionários de parque, diz polícia

Da Redação ·

CURITIBA, PR, 28 de junho (Folhapress) - Quatro funcionários de um parque de diversões em Colombo (região metropolitana de Curitiba) foram presos na tarde de ontem acusados de estuprar e matar uma adolescente de 14 anos. Segundo a Polícia Civil, eles confessaram o crime e disseram que enterraram a menina num matagal nas proximidades do parque. Policiais ainda buscam o corpo. Tayná Adriane da Silva, 14, morava no bairro São Dimas, onde também fica o parque. Ela desapareceu na terça-feira à noite, a caminho de casa, quando passava em frente ao local. Por volta das 20h, a adolescente chegou a mandar uma mensagem de texto para o celular da mãe, dizendo que estava a caminho. A polícia consultou imagens de câmeras de vigilância do bairro. Em uma delas, Tayná aparece andando numa rua, em direção ao parque. Na outra, cerca de 400 metros após o local, a menina não é mais vista. Os policiais interrogaram os funcionários do parque e obtiveram a confissão de três deles. Um quarto suspeito negou ter participação no crime e disse ter permanecido no parque naquela noite. Todos os presos têm idades entre 22 e 25 anos. Ontem à noite, após ficarem sabendo das prisões, moradores do bairro depredaram e incendiaram o parque em que os quatro trabalhavam. A polícia também investiga o fato.  

continua após publicidade