Geral

Protesto-Campinas

Da Redação ·

Guardas usam arma para "marcar" vândalos com tinta rosa Por Lucas Sampaio CAMPINAS, SP, 27 de junho (Folhapress) - Para enfrentar vândalos que estão se aproveitando das manifestações em Campinas (a 93 km de São Paulo) para depredar o patrimônio público e saquear lojas, a Guarda Municipal "descobriu" uma nova utilidade para um lançador que foi comprado em 2011 e nunca tinha sido utilizado. Com a falta de munição de pimenta, os lançadores belga FN passaram a ser carregados com tinta rosa, a partir do protesto da última segunda-feira. "Como eu percebi durante as manifestações que ela marcava a pessoa atingida, pedi para a guarda passar a atirar seletivamente para marcar quem estava mal intencionado, quem estava praticando atos de vandalismo", afirma o secretário de Segurança Pública de Campinas, Luiz Augusto Baggio, responsável pela Guarda Municipal da cidade. "A arma tem um efeito muito útil porque tem o efeito moral sobre a pessoa que foi alvejada, o de ela saber que foi atingida", diz Baggio. "Aviso quem está gravando as manifestações para ficar de olho nos atingidos." Dois lançadores foram comprados há dois anos, por cerca de R$ 10 mil cada um, mas estavam guardados e nunca tinham sido usados. A arma passou a ser usada no segundo dia de protestos, na sexta-feira, mas com a munição de pimenta - não a de tinta. "Nós entendemos que, como não estávamos usando balas de borracha, poderíamos usar o lançador, que é menos letal." Baggio afirma que, mesmo que a munição do lançador seja de menor impacto, a arma continua sendo uma "arma de baixa letalidade". "Ela pode furar um olho, por exemplo, por isso tem de ser utilizada seletivamente."  

continua após publicidade