Geral

Gripe H1N1 faz Uberaba decretar situação de emergência

Da Redação ·

Por Gisele Barcelos UBERABA, MG, 27 de junho (Folhapress) - A confirmação da terceira morte por H1N1 em Uberaba fez a prefeitura decretar situação de emergência no município. A suspensão de eventos foi uma das medidas adotadas. O mesmo decreto criou um comitê de gerenciamento de crise para traçar novas estratégias de combate à doença. Até agora, Uberaba já tem cinco casos confirmados de H1N1. Três pacientes morreram por complicações causadas pela doença, enquanto duas com diagnóstico positivo foram hospitalizadas, mas já tiveram alta e passam bem. Há, ainda, sete suspeitas de H1N1 aguardando resultados de exames laboratoriais. Três dos casos resultaram em mortes de pessoas com sintomas de gripe. Após declarada a situação de emergência, a Prefeitura de Uberaba já determinou o cancelamento de um seminário de educadores programado para acontecer neste mês. O evento foi adiado para o segundo semestre, mas uma nova data ainda não foi definida. Em nota, o governo municipal informou que a programação será remarcada somente quando o risco de transmissão de H1N1 tiver desaparecido na cidade. Além disso, outros eventos sofreram alterações por orientação do comitê criado no decreto emergencial. Para evitar a aglomeração de público em espaços fechados, o casamento comunitário e a abertura da Conferência Municipal de Cultura saíram do Cine Teatro Vera Cruz e foram realizados ao ar livre. Por meio do decreto, a administração também poderá contratar profissionais de saúde e realizar a compra de medicamentos, testes rápidos e vacinas sem a necessidade de licitação. A prefeitura buscou doses extras no Ministério da Saúde e na Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais para a vacinação em massa contra a gripe na cidade, mas ainda não houve liberação.  

continua após publicidade