Geral

Comissão da Assembleia aprova criar vagão exclusivo para as mulheres

Da Redação ·





Por Giovanna Balogh

SÃO PAULO, SP, 27 de junho (Folhapress) - Um projeto de lei que cria vagões exclusivos para as mulheres nos trens e no metrô de São Paulo foi aprovado pela Comissão de Tranportes e deve entrar em breve na pauta do dia Assembleia Legislativa.

De acordo com a proposta do deputado Geraldo Vinholi (PDT), a ideia é "coibir as oportunidades de assédio sexual" das passageiras.

Além dos trens e metrô, os ônibus também teriam que ser obrigados a estipular espaços reservados para as passageiras.

Se for aprovado pelos deputados, o projeto segue para a sanção do governador Geraldo Alckmin (PSDB), que terá 180 dias para regulamentar a proposta.

A ideia é que os vagões e os assentos nos ônibus sejam devidamente identificados.

O deputado Gerson Bittencourt (PT) deu parecer favorável ao projeto por conta da superlotação do transporte no horário de pico.

"Os efeitos psicológicos decorrentes dessa bolinação são gravíssimos, trazendo sérias consequências como: insegurança, culpa, depressão, problemas sexuais e de relacionamento íntimo, fobias, entre outros", afirmou o parlamentar em seu parecer.

A cidade do Rio de Janeiro tem desde 2006 vagões do metrô voltados para mulheres nos horários de pico. Eles funcionam nos dias de semana das 6h às 9h e das 17h às 20h.
 

continua após publicidade