Geral

Homem que pichou o Cristo se apresenta à polícia

Da Redação ·
 Santos (no centro) chega à delegacia ao lado do Partor Marcors Pereira da Silva
fonte: Agência Estado
Santos (no centro) chega à delegacia ao lado do Partor Marcors Pereira da Silva

O pintor de parede Paulo Souza dos Santos, de 28 anos, um dos suspeitos de pichar a estátua do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, se apresentou à Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente, em São Cristóvão, zona norte, às 10h50 desta quinta-feira (22).

continua após publicidade

Ele chegou em uma kombi da igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias e estava acompanhado do pastor Marcos Pereira, famoso por realizar trabalhos de recuperação com criminosos e marginalizados em áreas carentes do Grande Rio.

continua após publicidade

Nesta quarta-feira (21), Paulo Souza dos Santos disse estar arrependido e prometeu se entregar. Em entrevista ao jornal O Dia, ele afirmou ter feito a pichação para protestar contra a demora nas investigações de crimes no Rio.

continua após publicidade

- Queria pedir perdão a Deus e à população carioca. Eu sei que cometi um ato errado. As pessoas estão achando que sou bandido ou traficante. Não sou nada disso. Sou um ex-militar. Não tinha a noção de que meu ato teria essa repercussão toda.

Paulo estava na casa de amigos, com medo de sofrer algum tipo de agressão. Ele e Edmar Batista de Carvalho, o Zabo, de 26 anos, que continua foragido, serão autuados por pichação a monumento público, crime ambiental e injúria por preconceito (por se tratar de imagem religiosa). Se condenados, poderão cumprir pena de um a três anos de prisão.

continua após publicidade

Segundo o advogado Alexandre Magalhães, o pintor deverá responder ao processo em liberdade.

- É trabalhador e tem residência fixa. Além disso, não tem passagem pela polícia. Eles já estavam identificados pela polícia desde a última terça-feira (20).