Geral

Europa retoma voos, mas nova nuvem assusta

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Europa retoma voos, mas nova nuvem assusta
fonte: PA
Europa retoma voos, mas nova nuvem assusta

Grande parte da Europa deve retomar o tráfego aéreo na terça-feira, 20, conforme um acordo definido pela União Europeia, após quatro dias de transtornos por causa das cinzas expelidas por um vulcão islandês.
Mas a nuvem continua se espalhando, e há poucos detalhes sobre como as autoridades irão retalhar o espaço aéreo em áreas onde aviões podem ou não voar, enquanto outros governos adotam posturas mais cautelosas.

continua após publicidade

"A partir de amanhã cedo poderemos ver mais aviões voando", disse o comissário (ministro) europeu dos Transportes, Siim Kallas, a jornalistas na segunda-feira, após uma teleconferência entre ministros europeus do setor.

As restrições começaram na quinta-feira, 15, afetando milhões de passageiros, e as empresas aéreas estimam que o prejuízo global do setor esteja sendo da ordem de 250 milhões de dólares por dia.

continua após publicidade

Kallas disse que pelo acordo, que entra em vigor às 3h (hora de Brasília), a região imediatamente em torno do vulcão continuará fechada. Mas os aviões poderão entrar em uma área onde a concentração de cinzas é menor, dependendo de avaliações de segurança e de aconselhamento científico, segundo notada Eurocontrol (agência europeia de tráfego aéreo).

A agência estimou que 9.000 voos operaram na segunda-feira na Europa, o que equivale a um terço do normal.

As empresas haviam feito vários voos-teste nos últimos dias, declarando que não havia problemas, mas especialistas discordaram a respeito de como medir as cinzas e sobre quem deveria decidir que é seguro voar.

continua após publicidade

A segunda-feira continuou sendo de transtornos nos aeroportos. "Estou muito feliz", dizia com lágrimas nos olhos, na noite de segunda-feira, um homem que corria para embarcar em um avião com quase 800 passageiros a bordo, em Amsterdã. O aeroporto local de Schiphol teve apenas três voos, para Nova York, Xangai e Dubai.

O ministro holandês dos Transportes, Camiel Eurlings, disse que o governo está empenhado em reabrir seu espaço aéreo, mas pode voltar a restringi-lo se as cinzas se intensificarem.

A vizinha Alemanha manterá praticamente intacta a zona de exclusão aérea até as 9h de terça-feira (hora de Brasília). Na Grã-Bretanha, alguns aeroportos do norte - mas não os principais terminais internacionais londrinos - devem reabrir às 3h (também pela hora de Brasília), embora o Serviço Nacional de Tráfego Aéreo tenha alertado que "a erupção vulcânica na Islândia se fortaleceu e uma nova nuvem de cinzas está se espalhando para o sul e para leste, na direção do Reino Unido".

continua após publicidade

A França decidiu reabrir alguns aeroportos, criando corredores aéreos até Paris. O espaço aéreo da Itália será reaberto também às 3h (horário brasileiro).

A nuvem original atravessou o Atlântico e se aproximou na segunda-feira da costa leste do Canadá. O governo do país disse, no entanto, que a nuvem por ali é difusa, avança lentamente e não deve afetar o tráfego aéreo.