Geral

Familiares de vítimas do incêndio na Kiss protestam contra liberdade de acusados

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 29 de maio (Folhapress) - Após o fim da sessão em que a Justiça do Rio Grande do Sul decidiu soltar os quatro presos acusados pelo incêndio na boate Kiss, familiares e amigos de vítimas fizeram um protesto em frente ao Tribunal de Justiça, no centro de Porto Alegre. Segundo a Brigada Militar (a PM gaúcha), cerca de 30 pessoas bloquearam por alguns minutos a rua empunhando cartazes com fotos de vítimas e pedidos de justiça. Pai de uma estudante de 22 anos morta na tragédia e presidente da associação de familiares de vítimas, Adherbal Ferreira disse que a revogação da prisão dos réus revoltou a população de Santa Maria, que começava a superar o episódio. "Achei extrema pouca vergonha do nosso Judiciário", disse. "Eles [desembargadores] não têm ideia da comoção que causaram em Santa Maria, não só nos pais [de vítimas], mas na população inteira." "Os magistrados não sentiram nossa dor. Todo o trabalho psicológico que fizemos foi para o lixo e a culpa é do Judiciário", afirmou.  

continua após publicidade