Geral

Cotidiano-Notas

Da Redação ·



Policial e suspeito são baleados em tiroteio na Oscar Freire





SÃO PAULO, SP, 28 de maio (Folhapress) - Uma das ruas mais famosas de São Paulo, a Oscar Freire, nos Jardins (zona oeste), foi palco de um tiroteio durante um roubo no início da tarde de hoje. Eram 13h30, quando dois criminosos armados entraram no salão de beleza Karaji e fizeram cerca de 20 pessoas reféns. Recolheram celulares, dinheiro e cartões de funcionários e clientes. A ação durou menos de cinco minutos. Quando estavam saindo, uma equipe da PM que havia sido acionada por uma pessoa que estava dentro do salão os abordou. Os ladrões usaram dois funcionários como escudo humano e ameaçaram matá-los. Em segundos, desistiram da ideia, atiraram contra os policiais e correram. Um policial foi baleado na perna esquerda. Segundo a PM, um dos ladrões foi baleado enquanto tentava roubar um carro na rua Artur de Azevedo, a uma quadra do local do crime. Ele foi preso e levado para o Hospital das Clínicas. O outro criminoso fugiu sem conseguir levar os objetos roubados. O policial baleado está internado no mesmo hospital do criminoso. Nenhum dos dois corre risco de morte, conforme a PM. Testemunhas relataram à reportagem que houve correria na rua durante o assalto. "Ouvi um barulho que parecia ser tiro e fui ver o que era. De repente, estava todo mundo correndo na rua", afirmou a gerente de um salão vizinho ao Karaji que pediu para não ter seu nome divulgado. A polícia não divulgou os nomes do policial e do suspeito feridos.



Ladrões explodem caixa eletrônico na periferia de Ribeirão Preto





RIBEIRÃO PRETO, SP, 28 de maio (Folhapress) - Uma quadrilha explodiu um caixa eletrônico do Banco do Brasil em uma agência no bairro Ipiranga, periferia de Ribeirão Preto (313 km de São Paulo). De acordo com a polícia, os oito ladrões armados utilizaram cinco motos na ação, na avenida Dom Pedro. Após explodir o caixa, a quadrilha fugiu com o dinheiro - o valor não foi divulgado. Ainda conforme a polícia, a ação durou menos de cinco minutos. Na última sexta-feira, a Polícia Civil prendeu um suspeito de integrar a quadrilha que explodiu um caixa eletrônico, também do Banco do Brasil, no campus da USP de Ribeirão Preto. Segundo a polícia, ao lado de um colega, o suspeito - identificado apenas pelas iniciais: T.S.R., 29 - rendeu os vigilantes do prédio da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras. Na ocasião, outros integrantes da quadrilha explodiram o caixa. De acordo com a polícia, eles levaram R$ 74.710.
 

continua após publicidade