Geral

Preso em SP agenciador que agredia atletas

Da Redação ·
O sul-coreano Dong Hyun Kim, conhecido como Ricardo, foi preso ontem (27) à tarde em Campinas, a 100 Km de São Paulo, acusado de agredir 21 jovens de seu país, seis deles menores de idade, que vieram ao Brasil para se tornar jogadores de futebol. Os jovens sul-coreanos afirmaram ao Conselho Tutelar e à Polícia Militar que apanhavam com tacos de beisebol e sinuca quando não tinham bom desempenho nos treinamentos. Eles moravam em uma chácara alugada pelo agenciador, em Campinas, e pagaram, cada um, US$ 2 mil para o acusado. Um técnico brasileiro que treinava os jovens e não teve o nome divulgado fez a denúncia para a polícia na sexta-feira (24). Ontem (27), com a presença de conselheiros tutelares, os jovens confirmaram as agressões e mostraram fotos para comprovar. Segundo a Polícia Civil, nem o técnico brasileiro, nem o dono da chácara, o ex-jogador Zé Sérgio, atual técnico das categorias de base da Ponte Preta, sabiam das agressões. O imóvel foi alugado pelo agenciador sul-coreano há seis meses. Zé Sérgio assinou um termo e os atletas ficarão sob sua responsabilidade na chácara que estava alugada. A Polícia Federal vai averiguar nesta terça-feira (28) se os jovens estão em situação regular no País. O acusado negou na polícia qualquer tipo de agressão. Sua mulher, que é a tutora dos adolescentes, e não teve o nome divulgado, também afirmou à polícia que os atletas não eram agredidos.
continua após publicidade