Geral

Médicos italianos detidos no Afeganistão são libertados

Da Redação ·

Os três médicos italianos de uma ONG detidos no sábado passado em Lashkar Gah, no sul Afeganistão, foram libertados neste domingo, confirmaram fontes do governo em Roma. Os médicos, que foram detidos por agentes dos serviços secretos afegãos e pelas tropas internacionais, se dirigiram para a Embaixada Italiana de Cabul.

continua após publicidade

Os três foram acusados, junto a outras pessoas, de participar de um complô para atentar contra o governador da província de Helmand, Mohammad Gulab Mangal. O presidente da Itália, Giorgio Napolitano, aplaudiu em comunicado o fim da detenção de seus compatriotas e assegurou que o desenlace "é um alívio para todos".