Geral

Após tiros, Beltrame quer investigar "resquícios do tráfico" no Alemão

Da Redação ·





RIO DE JANEIRO, RJ, 26 de maio (Folhapress) - O secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, afirmou que vai determinar a abertura de uma investigação para saber de onde partiram os tiros que adiaram em cerca de uma hora a largada da corrida "Desafio da Paz", no Complexo do Alemão (zona norte), na manhã de hoje.

Segundo o secretário, haverá uma reunião com outros representantes do poder público para "traçar a estratégia" dessa investigação.

Um dos objetivos é identificar pontos onde possam haver "resquícios de uma facção de tráfico" que ainda estaria atuando na região.

"Essa ação [os tiros] infelizmente demonstra a irresponsabilidade que tem uma idolatria oriunda de um resquício de uma facção que reinou absoluta aqui nesse lugar durante anos. Mas hoje o Estado ocupou essa área, e daqui não sairemos", disse Beltrame, que compareceu à corrida.

De acordo com o resultado da investigação, diz o secretário, é possível que o número de policiais aumente na região, em que já foi instalado o projeto de UPPs (Unidade de Polícia Pacificadora). O tiroteio assustou os atletas e fez com que a quarta edição do "Desafio da Paz" começasse com uma hora de atraso. Por volta das 7h40, enquanto os inscritos se preparavam para a largada, foi possível ouvir disparos em um local próximo. A corrida só teve início por volta das 9h.
 

continua após publicidade