Geral

Nº de homicídios cai, mas roubos crescem na região de Ribeirão Preto

Da Redação ·

RIBEIRÃO PRETO, SP, 24 de maio (Folhapress) - Furtos e roubos continuam liderando o crescimento das estatísticas da criminalidade na região de Ribeirão Preto (313 km de São Paulo) neste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado. Na contramão dessa alta, os homicídios dolosos (com intenção de matar) estão em queda na região. Os dados da SSP (Secretaria de Estado da Segurança Pública) foram divulgados na tarde de hoje. De janeiro a abril deste ano, o maior aumento percentual registrado na região foi o de roubo de veículos, que cresceu 24,3% ante o primeiro quadrimestre de 2012 - de 407 para 506 casos. Roubos de carga passaram de 33 ocorrências de janeiro a abril do ano passado para 39 neste ano, uma alta de 18,2%. No mesmo período, também aumentaram os casos de furtos de veículos (12,7%) e de tráfico de drogas (16,4%). Os números são referentes ao total dos 93 municípios que compõem o Deinter 3 (Departamento de Polícia Judiciária do Interior), com sede em Ribeirão. Os chamados crimes contra o patrimônio (roubos e furtos) têm se mantido, neste ano, entre os que mais puxam o crescimento da criminalidade na região. Foi assim em março e também nos meses anteriores. Especificamente em Ribeirão, os furtos e roubos se concentram sobretudo na região norte do município. Mortes Já em relação aos homicídios dolosos, foram 94 vítimas desse tipo de crime nos quatro primeiros meses de 2013, ante 102 no mesmo período do ano passado - queda de 7,8%. Na avaliação individualizada das maiores cidades, Ribeirão Preto teve 24 vítimas neste ano, mesmo número do primeiro quadrimestre de 2012. Houve crescimento no número de mortes em São Carlos (7 para 9), em Araraquara (5 para 8) e em Franca (4 para 5).  

continua após publicidade