Geral

Comércio fecha após morte de suposto traficante no Alemão

Da Redação ·
  Comércio amanheceu fechado após morte de traficante na noite de quarta
fonte: Guilherme Pinto / Ag. O Globo
Comércio amanheceu fechado após morte de traficante na noite de quarta

RIO DE JANEIRO, RJ, 23 de maio (Folhapress) - O comércio e escolas localizadas na região do Complexo do Alemão e da Vila Cruzeiro, na zona norte do Rio, amanheceram fechados nesta manhã de hoje.

As escolas públicas e creches que chegaram a abrir comunicaram os pais para buscar as crianças. Cerca de 4.800 alunos ficaram sem aulas nas sete instituições públicas (cinco colégios e duas creches) da região.

O comando das UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora) reforçou o policiamento com policiais de outras unidades. Contudo, os comerciantes decidiram manter as suas lojas fechadas. O número de policiais enviados à favela não foi informado.

O problema na comunidade do Alemão começou na noite de ontem, por volta das 21h. Durante uma troca de tiros entre policiais e traficantes, Anderson Simplício de Mendonça, 29, conhecido como Orelha, foi baleado e morreu ainda na comunidade, de acordo com testemunhas.

Os PMs perseguiram os criminosos pelas vielas da localidade da Pedra do Sapo, mas ninguém foi preso. O tiroteio não interrompeu o funcionamento do teleférico que atravessa as comunidades do Alemão.

Na manhã de hoje, vários adolescentes percorreram as ruas e as vielas das favelas afirmando que o comércio deveria permanecer fechado. Operários que realizam obras nas comunidades também foram liberados do trabalho.
 

continua após publicidade