Geral

Uerj abre sindicância para investigar suposto estupro dentro do campus

Da Redação ·

RIO DE JANEIRO, RJ, 23 de maio (Folhapress) - A reitoria da Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) afirmou hoje que abriu uma sindicância interna para investigar um suposto caso de estupro no estacionamento do campus Maracanã, zona norte do Rio. O crime teria acontecido durante uma festa na noite do dia 11 de maio. Segundo investigadores da 18ª DP (Praça da Bandeira), a jovem saiu da festa para fazer xixi no estacionamento da universidade, próximo aos carros, quando foi surpreendida pelo rapaz com que ela havia ficado na festa. A estudante contou à polícia que foi agarrada e violentada por ele. Depois do suposto crime, a universitária fez exame de corpo de delito no IML (Instituto Médico Legal), em São Cristóvão, zona norte da cidade. Resultado preliminar apontou que a jovem sofreu hematomas nos braços e apresentava sinais de agressão sexual. A estudante deve prestar novo depoimento até amanhã na delegacia da praça da Bandeira. Até as 9h30 de hoje, o suposto agressor ainda não havia sido identificado. A polícia analisa imagens das câmeras de segurança da universidade.  

continua após publicidade