Geral

Indiano fotografa desconhecidos em chuveiro

Da Redação ·
 Vai um banhinho rápido na minha casa mesmo? Pode ser com roupa, tá?
fonte: DIvulgação
Vai um banhinho rápido na minha casa mesmo? Pode ser com roupa, tá?

Com muita cara de pau, ele falava a quem passava na rua, de maneira seca e direta, se a pessoa toparia relaxar debaixo do chuveiro no banheiro do apartamento dele. Muita gente achava, claro, que fosse sacanagem e esbravejava ou xingava. Outros nem davam bola. Mas a lábia do indiano Manjari Sharma, morador de Nova York (EUA), inundou dezenas de moradores da cidade de curiosidade. Ele dizia a todo mundo:
- Será só um banho e nada mais. Você assina um documento de autorização, entra no box, se quiser tira a roupa ou não, e então eu fotografo, avisava o fotógrafo, que vendeu o ensaio para a revista cult Burn.

continua após publicidade

Antes dos cliques, ele conversava com o pessoal que topava subir à casa dele, mostrava fotos de seu portfólio e contava que fazer imagens das pessoas debaixo do chuveiro revelaria bem mais que sobre a vida delas que contar histórias. Passou os últimos seis meses dedicado a esse trabalho e convencendo desconhecidos a posar para seu ensaio cheio de água. Nenhum deles mostra nome, idade ou identidade. Só aparece se deliciando no banho.

- Sob o chuveiro morno, a pessoa relaxa e mostra expressões de prazer e felicidade, de quem se entrega ao momento, filosofa o indiano.

A série de fotos chama-se The Shower (O Chuveiro).

continua após publicidade

- Muitos acabavam contando detalhes íntimos de sua vida comigo. Virava uma terapia de verdade, diz o fotógrafo.

Houve os que ficaram tão soltinhos que tiraram a roupa sob o chuveiro. Outros se molharam com a roupa do corpo mesmo ou com peças emprestadas pelo fotógrafo.

Os vizinhos achavam que Sharma estava promovendo festinhas com Nova York inteira na casa dela. Bom de papo, o fotógrafo também fez a cabeça dos moradores do prédio dele para fazer fotos.

continua após publicidade

Não arrumou nem namorado nem namorada, jura.

- As fotos não têm nenhum apelo sexual. São mais dramáticas e impactantes. Nunca chegava a esse grau de intimidade com meus convidados, conta o indiano.

O pessoal que foi fotografado gostou tanto do resultado que propôs ao profissional uma nova série, em saunas. Outros sugeriram camas como tema. O indiano com ar de religioso fera em meditação promete estudar as ideias – desde que não envolvam sacanagem, ele garante. Só não tente fazer isso em casa ou no banheiro